PRIMEIRAS IMPRESSÕES | NOITE SOMBRIA

19:00

Decidi começar essa semana (fria e cinza) contando para vocês as minhas primeiras impressões sobre o livro Noite Sombria. Sim, achei totalmente apropriado o clima com o tema! Esse é o primeiro livro da autora Daniele Oliveira, que apresentei à vocês semana passada, aqui

Caso já tenha lido o post de apresentação da Dani, você já está informado de várias coisas sobre ela, sobre o livro e além de tudo, sabe também que foi disponibilizado o prólogo e os três primeiros capítulos da estória no Wattpad. E se, assim como eu, achou a sinopse instigante, eu tenho certeza de que foi logo ler a cortesia para ver como começa essa aventura. E é aqui que começamos o nosso assunto de hoje...

Assim que li o prólogo a primeira coisa que pensei foi "Isso pareceu um take de filme". A narrativa é em primeira pessoa, o que por si só já da a sensação de estar participando da estória, além de reforçar essa impressão de estar assistindo um filme. Um filme de suspense/terror ainda por cima, já que logo na primeira página você se depara com a Laura, a protagonista, no meio de um pesadelo onde uma voz assustadora chama por ela. 

Eu não sou a maior fã de terror, pois sou SUPER medrosa, mas até onde eu li achei super tranquilo. Esse é o primeiro livro do gênero que leio, então não sei se "ler" é mais light do que "assistir" ou se é esse livro especificamente que não dá tanto medinho assim, mesmo tendo cenas muito bem elaboradas e bem descritas... Me digam aí em baixo quem souber a resposta. haha

Voltando ao que achei da estória, no primeiro capítulo a personagem já vai contextualizando o leitor, de forma bem rápida e dinâmica, sobre os fatos ocorridos e os que estão acontecendo no presente momento. De forma resumida, ela perde seu emprego e não sabe qual será seu próximo passo, então nesse intervalo de tempo ela aproveita que é seu aniversário e decide fazer algo diferente, como uma tatuagem (de maneira bem impulsiva) e sair para comemorar com uma amiga, para dar aquela "esfriada da cabeça". Quem nunca, né?! A forma como é relatado tudo isso me agradou bastante, foi bem breve e sem detalhes muito aprofundados, mas ao mesmo tempo não deixou nenhuma ponta solta.

Os primeiros capítulos de Noite Sombria possibilitam conhecer os melhores amigos de Laura, Ana e Rafe. Os dois são completamente opostos e ao mesmo tempo muito parecidos, e a relação dos três é super legal. A relação de Laura com os pais também é posta em evidência, e apesar dela ser uma jovem adulta, tive a impressão que o controle que eles exercem sobre ela a faz viver como uma adolescente em certos aspectos.

Laura também conhece um homem lindo e misterioso na balada, chamado Alan, e após um encontro no mínimo inusitado acaba descobrindo que a tatuagem que fez não é tão banal ou impulsiva quanto julgava e que o mundo é mais grande e diversificado do que imaginava. Sim, não vou entrar em  maiores detalhes sobre essa parte, porque acho que você tem que ler... O que eu posso dizer é que achei a reação da personagem, diante da situação, bem engraçada. Eu teria uma atitude parecida com a dela: sairia correndo; mas adicionaria gritos histéricos e uma ligadinha para um terapeuta. 😁

Brincadeiras a parte, não tem como não ter um mini ataque de ansiedade a cada final de capítulo, pois eles sempre terminam antes de alguma revelação bombástica ou antes de algum acontecimento emocionante. E nem preciso dizer que estou roendo as unhas enquanto o meu exemplar do livro não chega, né? Estou mega curiosa para saber o que vai acontecer, quem é o dono ou a dona daquela voz sinistra, quais são os outros perigos mortais que a Laura vai enfrentar, que tipo de relação ela e o Alan vão desenvolver... enfim, quero saber de tudo logo! Se a estória continuar com a mesma qualidade, acredito que vou gostar muito da leitura. Recomendo que leiam a prévia também, se gostarem, comprem o livro e venham trocar informações comigo. 😍

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários